MIA - Secção em Português
André Gorz
foto
1923-2007

 

Escritor e filósofo austro-francês, também conhecido pelo pseudônimo Michel Bosquet. Depois de trabalhar para o grupo pacifista Citizens of the World, entrou para o jornalismo, trabalhando para Paris-Presse até ser contratado pela L'Express em 1955. Em 1961 entrou para o comité editorial de Les Temps Modernes de Sartre, do qual se tornou editor em 1969. O seu artigo "Destroy the University" em 1970 levou à demissão de dois membros do comité editorial, e em 1974 o próprio Gorz deixou a revista por causa de um número dedicado ao grupo italiano Lotta Continua. No final dos anos 60, adotou uma visão alternativa da esquerda menos interessada na classe trabalhadora do que a esquerda clássica, passando a se interessar por ecologia política, da qual tornou-se um dos principais teóricos.

Seu último livro foi o comovente "Lettre à D. - Histoire d'un amour ", homenagem à sua esposa Dorine gravemente doente. As suas linhas finais foram: "Nenhum de nós iria querer sobreviver ao outro. Dissemos muitas vezes que se fosse possível ter uma segunda vida, quereríamos vivê-la juntos". A 22 de Setembro de 2007, cometeram suicídio juntos.

 

Atualmente estão disponíveis em Português as seguintes obras:

1978 - set O que nos falta para sermos felizes
1986 Quem não tiver trabalho, também terá o que comer
1990 - jun Trabalho necessário e racionalidade econômica
2005 A crise e o êxodo da sociedade salarial
  O envelhecimento
   
Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.

Abriu o arquivo: 17/05/2021
Última alteração: 12/07/2021