MIA - Seção em Português
Rui Facó
foto de Rui Facó
1913-1963

 

Importante intelectual orgânico, que sempre esteve ao lado dos trabalhadores, como ligação de classe: Rui Facó. Construiu formulações para entender o Brasil no século XX, utilizando-se do referencial marxista para explicar a ação dos trabalhadores, as lutas sociais e a sociedade brasileira. A obra de Rui Facó foi elaborada a partir do arcabouço e da tradição marxista, centrada nos estudos sobre a formação social brasileira, a partir das categorias povo, nação e lutas sociais. O seu cabedal interpretativo está centrado no rigor historiográfico e no aprofundamento da análise política.

No início dos anos 30, entrou para o Partido Comunista.

Durante a segunda metade dos anos 30, ele foi encarcerado pela polícia getulista em virtude de sua intensa atividade política e intelectual. Com o fim da segunda guerra, Rui Facó se mudou para o Rio de Janeiro, começando a trabalhar na redação do jornal A Classe Operária.

Em 1952, vai morar na URSS, trabalhando na Rádio Moscou, onde teve uma intensa “atividade literária e jornalística”.

De volta ao Brasil em 1958, Rui Facó avançou para desenvolver as bases de suas formulações mais sistemáticas, e aprofundou uma intensa e qualificada intervenção no debate jornalístico em curso, até 1963.

Intelectual orgânico e militante político, o historiador Rui Facó dedicou os últimos cinco anos da sua vida (1958-1963) ao exercício da contra-hegemonia ideológica e política, exercendo o papel de jornalista. Foi nessa condição que fez a sua última viagem e lutou a sua última batalha. Morreu no dia 15 de março de 1963 em um desastre aéreo na Bolívia, antes mesmo de completar 50 anos, numa viagem pela América Latina como correspondente do jornal Novos Rumos.

Fonte: texto de Milton Pinheiro, professor de Ciência Política da Universidade do Estado da Bahia (UNEB),
colunista do jornal Brasil de Fato.
texto completo em http://www.vermelho.org.br/noticia/181797-11

Atualmente estão disponíveis em Português as seguintes obras:

1946 A Classe Operária - 20 anos de luta
1947 - abr Um falso conceito da revolução brasileira
1947 - jun A luta não cessará
1947 - jun Como lutou o México contra os trustes do petróleo
1948 - jan O acordo inter-partidário: Munich no Catete
1948 - jan Ordens dos Estados Unidos
1948 - fev A Classe Operária e o Patriotismo
1948 - set O Bolchevique Zhdánov, Um Exemplo a Seguir
1951 - mai Uma política de princípios: A defesa da paz pela URSS na S.D.N. e nas Nações Unidas
1955 Polêmica apresentada no IV Congresso do PCB – 1954/1955
1959 - ago A permanência de Euclides da Cunha
1959 - ago Crônica Internacional: Derrota dos EE. UU. na OEA
1959 - ago Crônica Internacional: O encontro dos dois grandes
1959 - ago Crônica Internacional: Solidariedade a Cuba!
1959 - set Crônica Internacional: Nós e os EUA
1959 - out Crônica Internacional: Os anticomunistas e a paz
1959 - nov Crônica Internacional: Só falta o submarino
1959 - dez Algumas lições da crise janista
1959 - dez Crônica Internacional: Outro fracasso da reação
1959 - dez Crônica Internacional: Tókio e Panamá
1959 - dez Não deve a América Latina desarmar-se sozinha
1960 - set Capitais do Jaguaribe e Cariri ocupam posições da Anderson Clayton
1960 - out Reparos a um prefácio de livro brasileiro na URSS
1960 - out Romanceiro cubano
1960 - dez Dizem com orgulho os mineiros de Ouro Velho: O sindicato foi o berço da legislação mineira
1961 - mar Notas sobre livros
1961 - mai Notas sobre livros
1961 - ago O pesadelo dos Corções
1961 - ago Os posseiros de Trombas e Formoso ainda sofrem ameaças dos grileiros
1961 - ago Trombas e Formoso (Goiás): As associações camponesas e a luta pela posse da terra
1961 - set "Mater et Magistra"
1961 - dez Notas Sobre o Problema Agrário
1961 - dez O chefe Horácio de Matos
1962 - abr Acampamentos abalaram a Estância: Cerco do latifúndio asfixia pequena propriedade gaúcha
1962 - out Quem faz as leis no Brasil?
1963 - jan Livros de uma geração inquieta
1963 - jan Movimento Camponês 62: Fortalecimento e Consolidação
1963 - fev Paulo Guerra: um conservador apóia o governo Arraes
1963 - mar Cangaceiros e Fanáticos
  A "Reforma Agrária" de Chester Bowles
  Congresso Nacional de Camponeses decidiu: "Reforma Agrária na Lei ou na Marra"
  Crônica Internacional: Tóquio e Panamá
  Em Trombas e Formoso (Goiás) são os próprios camponeses que fazem a reforma agrária
  O 18 de Brumário de Luis Bonaparte
   
Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.

Abriu o arquivo: 11/09/2014
Última atualização: 09/07/2021