Oito princípios da assistência técnica e econômica para outros países

Zhou Enlai

15 de Janeiro de 1964


Fonte: Selected Works of Zhou Enlai, Pequim, 1989, Volume II, Foreign Languages Press, pág: 446-447.
Tradução e HTML: Lucas Cenir Friederich
Direitos de Reprodução: Licença Creative Commons licenciado sob uma Licença Creative Commons.

Quando fornecendo assistência técnica e econômica para outros países, o governo chinês segue estritamente os oito princípios seguintes:

Primeiro, o governo chinês segue de maneira consistente o princípio de igualdade e ajuda mútua ao fornecer ajuda para outros países. Ele considera sempre a ajuda para outros países como recíproca, não como caridade unilateral.

Segundo, o governo chinês respeita a soberania dos países beneficiários e nunca exige nenhuma condição ou pede nenhum privilégio ao fornecer ajuda para outros países.

Terceiro, o governo chinês oferece assistência econômica através de empréstimos livres de juros ou com juros baixos e, se necessário, estende o prazo de pagamento para aliviar o peso sobre os países beneficiários o tanto quanto for possível.

Quarto, a finalidade da ajuda externa do governo chinês não é fazer os países beneficiários dependerem da China, mas sim ajudá-los no caminho da autossuficiência e eventual independência no desenvolvimento econômico.

Quinto, os projetos que o governo chinês ajuda a construir com os países beneficiários são aqueles que, tanto quanto possível, exigem menor investimento e resultados rápidos para que os governos beneficiários possam aumentar suas rendas e acumular capital.

Sexto, o governo chinês fornece equipamentos da melhor qualidade e materiais de sua própria manufatura a preços negociados nas bases dos preços do mercado internacional. Se os equipamentos e materiais fornecidos não seguirem as especificações e a qualidade afirmadas, o governo chinês irá substituí-los.

Sétimo, ao dar qualquer assistência técnica particular, o governo chinês tratará de que a equipe do país beneficiário domine completamente a tecnologia envolvida.

Oitavo, os especialistas enviados pelo governo chinês para ajudar na construção dos países beneficiários terão o mesmo padrão de vida que os especialistas desse país. Não é permitido que os especialistas chineses façam quaisquer demandas especiais ou tenham quaisquer regalias.


Inclusão: 12/07/2021